quinta-feira, abril 17, 2008

Dói

São feridas o que as tuas palavras deixam...
São feridas abertas por espadas de letras...
Que apagam o meu corpo e a minha alma...
Que tiram o meu sentido...

São lágrimas que caem em meu rosto...
São dores que essas lágrimas trazem...
Que me engelham o rosto...
Que consomem o meu coração...

É sofrer em silêncio...
É calar para não ouvir mais...
É sentir que me enganei...
É sentir um vazio...
É sentir saudade de mim mesma...

São feridas o que as tuas palavras deixam...
São feridas abertas por espadas de letras...
Que apagam o meu corpo e a minha alma...
Que tiram o meu sentido...

2 Comments:

At 8:35 da manhã, Anonymous Servidores said...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Servidor, I hope you enjoy. The address is http://servidor-brasil.blogspot.com. A hug.

 
At 3:19 da manhã, Anonymous mac z said...

"São feridas o que as tuas palavras deixam...
São feridas abertas por espadas de letras..."

Gostei muito... principalmente das "espadas de letras"...
mas você morre antes do fim, Rita... Resista mais.
Aqui dizemos que só os perús morrem na véspera...

 

Enviar um comentário

<< Home