terça-feira, maio 13, 2008

...

Rio Tua
...actual ocupação...

9 Comments:

At 11:20 da tarde, Anonymous sergio said...

belíssimo!

 
At 10:38 da tarde, Blogger Rita Inácio said...

Vai deixar de o ser!
Está a ver o túnel, imagine a água por cima do mesmo...

 
At 2:55 da manhã, Anonymous sergio said...

desmancha prazeres...

 
At 3:17 da tarde, Anonymous Osvaldo Lucas said...

Suspeito que ainda vão sobrar muitos km de vales bonitos.

E se nesta imagem se pode navegar em 500m, nesta dada altura do ano (qual?) na albufeira poder-se-á ter uma visão panorâmica das encostas, planando em caiaque ou noutro tipo de flutuador...

O Nível de Pleno Aproveitamento ficará, mais coisa menos coisa, à cota 200 e os cumes pelos 600!

 
At 3:25 da tarde, Blogger Rita Inácio said...

Sergio
Pois!

Osvaldo
Já percebi que é a favor das Barragens!
Então explique-me quais as verdadeiras vantagens das mesmas? Se a nível energético, a rentabilidade face ao nosso consumo, é quase nula!

 
At 5:34 da tarde, Anonymous Osvaldo Lucas said...

O que é que significa rentabilidade face ao consumo [energético]?

Se o país aumentar o consumo de energia é porque ela vem de algum lado...
- mais eólicas? o custo/ Wh é maior
- fotovoltaicas? o custo é anda >>>
- outras barragens :)
- centrais a carvão/gás? importação de combustível
- importar de Espanha/França? saída de divisas
- Nuclear? dizem que não, obrigado
- nuclear

Se não aumentar, ou mesmo diminuir o consumo energético, os argumentos de maior independência económica e de fornecedores de combustíveis fósseis mantém-se!

A questão de "ah e tal, vamos ser mais eficientes, poupar XY% e não sei que mais" não funciona. As pessoas querem recursos monetários para terem/procurarem prazer. A não ser que haja mudança de paradigma no significado de prazer das famílias isto significa maiores casas, maiores carros, mais luxos diversos, mais viagens, mais consumo, etc, ou seja MAIS ENERGIA...

 
At 10:27 da tarde, Blogger Rita Inácio said...

E a energia das marés? 250km é equivalente a 20% da energia consumida... e o técnico tem um projecto para isso. Se já existe na Madeira porque não pode existir na costa de portugal continental?
Mas já percebi que o Osvaldo pensa que as barragens são a solução óptima!

 
At 2:55 da tarde, Anonymous Osvaldo Lucas said...

São uma solução aceitável e das mais baratas na maioria dos casos.

Vide http://blasfemias.net/2008/06/18/portugal-e-as-energias-renovaveis/

 
At 7:19 da tarde, Blogger Rita Inácio said...

Aceitável? e Mais barata?

E a pegada no ambiente não interessa para nada? Para quê preservar os rios, os mares, as florestas? Para quê?

http://www.energiasrenovaveis.com
Ao ler este site parece-me que existem muitas alternativas.

 

Enviar um comentário

<< Home